para compartilhar sabores e lembranças olfativas daqui e de outras terras...como o nhoque da nona, o arroz com bacalhau de vovô, as almondegas de minha mãe, o risoto de linguiça do meu pai, o thanksgiving dinner da mammy, o german chocolate cake da cindy, o doce de leite de tia mercedes, o doce de cidra da aninha, o doce de mamão da célia, o doce de pera da margarida, as pimentas da celha, os bolos da semiramis, os patês da rosana e por ai vai....


segunda-feira, 2 de março de 2015

baby beef com batata doce na panela de pressão

bem, quem tem filhos que frequentam a academia sabem que a tal batata doce é uma constante na alimentação. aqui em casa não é diferente.
sempre fiz muita batata doce, gosto muito, simples apenas cozida com um bom azeite era minha receita favorita até descobrir esta.
falando em azeite, e em bom azeite, esta foi a minha primeira experiência usando o azeite Cirio da Sandeleh Alimentos.
o azeite é maravilhoso, denso, super aromático, perfeito para quem gosta de cozinhar com azeite, como é o meu caso.
o azeite, jovem de sabor frutado, conferiu muito mais sabor a minha simples batata doce, recomendo muito.
 
















já um bom tempo atrás vi uma postagem no blog da minha querida amiga Rachel, Na Biroskinha, onde ela postou uma receita de batatas inglesa assada na  panela de pressão, (sem usar nada de água) li ainda pela manhã e logo fiz no almoço, achei sensacional pela praticidade e sabor. por razões inexplicáveis, ou por talvez ser algo tão simples que acabei nunca postando.

porém resolvi testar a receita usando batata doce, ficou incrível, é a adorada aqui em casa agora, muito rápida e perfeita para uma refeição leve.

como bem disse a Rachel, como cozinheira que somos, somos inconformadas partimos sempre para um experimento a mais, no meu caso além de usar batata doce, acrescentei orégano, sal e azeite extra virgem.
muita gente ainda tem dúvida em empregar azeite para cozinhar, mas para estas batatas o azeite faz toda a diferença, é fundamental, experimente!
no caso da batata doce, sugiro que sejam sem casca e dependendo do tamanho dos pedaços não é necessário mais do que 3 minutos depois que a panela chiar.
para batata comum e pequena são 4 minutos, pode se usar com casca também, costumo usar alecrim ou tomilho limão, sal e azeite extra virgem, fica sensacional também.
em ambos os casos, costumo usar a pimenta em grãos moída na hora.
como podem notar, fica uma batata enxuta porém muito aromática, já que o único meio liquido utilizado foi o azeite que se funde perfeitamente durante cocção.
este azeite Cirio, é recomendando para cozinhar, não que você não possa usar para temperar, ele cumpre com galhardia o seu papel nas saladas também!
teste e me conte o que achou.


batata doce na panela de pressão

lave, tire as cascas, corte as batatas, tempere com sal, azeite extra virgem a gosto e orégano, sacuda a panela e leve ao fogo, quando chiar conte 3 minutos, deixe sair o vapor, sacuda a panela e pronto.

***atualização da postagem

achei oportuno compartilhar alguns comentários que recebi via facebook, de pessoas que fizeram e a aparência não ficou igual a do post, eu particularmente nunca tive este problema, porem vale a pena considerar alguns fatores:
  1. meu fogão é a gas e uso sempre a boca menor
  2. uso panela de pressão clock de 4 litros e nigro de 4 litros
  3. as panelas podem variar muito no tempo de cocção, isto depende de panela para panela, por exemplo, na clock cozinho feijão em 20 min na nigro em 15 mim, uma tem fundo estreito e a outra largo, e isto tem influencia, depende da sua avaliação, de conhecer sua panela, assim como forno tem variações sim
  4. recomendo escorrer bem a batata para não sobrar liquido na panela, já que objetivo é batata assada e não cozida, portanto lavar a batata na peneira ou escorredor para não deixar com excesso de liquido
  5. caso prefira pedaços pequenos diminua o tempo de cozimento, teste e se for o caso ligue mais um minuto
  6. assim que a panela parar de chiar, abra e tire, pois se deixar na panela vai formar um microclima de muita umidade e vai acabar atrapalhando o objetivo que é batata assada
  7. como estamos falando em produtos que vem da terra e de regiões diferentes, provavelmente  a variedade da batata in natura altere mesmo o tempo de cozimento
  8. quando for comprar batatas doce prefira as que não tenham manchas na pele, nem pelinhos que indicam que estão mais velhas já querendo brotar, devem ser firme ao toque, sem rachaduras ou pequenas pintas. guarde em local fresco e seco. nunca no geladeira. 
  9. recomendo descascar as batatas pois nem todas são retas e tem entranhas
  10. quanto a quantidade de azeite é  a gosto, mas apenas como sugestão indico para 500 g 4 colheres de sopa de azeite extra virgem
  11. os melhores resultados são com quantidades que cubram o fundo da panela e algumas superposições, não recomendo muitas camadas

o baby beef que acompanha foi temperado com molho de soja, um fio de azeite extra virgem e sal grosso moído no moedor, depois de 5 minutos foi grelhado.



Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

pão trançado de canela # 125

um pão super simples, mas com aroma de canela.
como  gosto muito de especiarias este pão é perfeito para o meu paladar, com um boa manteiga para o café da manhã ou para um lanche com frios, com tomates, queijo branco e um fio de azeite,  com ricota e mel, enfim o aroma suave da canela harmoniza muito bem várias possibilidades de recheio.
na verdade é um pão de massa clara, dividido em três partes e trançado grosseiramente, porém antes de trançar, rolo as tiras em canela e açúcar, tudo muito sutil para não sobrecarregar o aroma da canela e antes de ir ao forno depois de pincelar com gemas mais um pouco de açúcar e canela peneiradas sobre o topo do pão.

pão trançado de canela


4 xícaras de farinha de trigo (aproximadamente)
2 colheres de chá de fermento seco biológico
1/3 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de sal
1/3 de xícara de azeite
1 ovo grande
250 ml de água


para peneirar: 3/4 de xícara de açúcar e 1 colher de sobremesa de canela
misture os secos, faça uma cova e agregue o ovo, azeite e a água, amasse e sove até que fique uma massa macia, deixar crescer ate dobrar de volume, em seguida abaixar a massa, divida em três partes a massa, faça três tiras, sobre estas tiras peneire um pouco de açúcar com canela, role as tiras sobre a bancada para agregarem e perderem o açúcar algo bem simples, faça a trança e coloque em assadeira de pão untada, deixe crescer novamente e antes de levar ao forno, delicadamente, pincele gemas batidas com um pouco de agua e peneire novamente o açúcar e canela. 
assar em forno médio por aproximadamente 30 minutos.
Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

quiche de quatro queijos

finalzinho de feriado, aqui temos chuva, mas segue abafado.
bem, uma quiche pode ser uma boa opção para substituir o jantar ou até mesmo para o almoço da quarta de cinzas, caso você deseje um almoço bem leve é só preparar uma salada lindona de folhas para acompanhar a quiche.

















normalmente uso os queijos que sobram durante a semana, neste caso tinha gorgonzola, ricota, provolone e queijo prato.
já falei aqui e repito, costumo guardar os pedaços dentro de uma caixa para usar em tortas e quiches, se não tenho tempo de usar na semana, ralo todos juntos e congelo para facilitar o trabalho e evitar que mofem na geladeira.

















para dar um colorido usei tomates pera e folhas de manjericão

















para a quiche fatiar perfeitamente, sempre é bom aguardar esfriar um pouco, especialmente esta que é apenas de queijos

















no dia que servi esta tinha convidados, em cada pedaço coloquei um galho de manjericão fresco



















quiche de quatro queijos

massa
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de fermento químico
4 colheres de manteiga ou margarina
3 ou 4 colheres de água gelada.

junte os secos, pique a manteiga gelada e junte a água, amasse, forme uma bola e leve pra gelar por 20 minutos. abra a massa sobre um plástico, coloque sobre a torteira de fundo falso, fure com garfo.

recheio:
bater no liquidificador  3 ovos inteiros, 1 xícara de ricota ( usei caseira) 2 colheres sopa de farinha de trigo, 100 ml de leite e 1 caixa de creme de leite, sal, pimenta do reino.juntar os queijos ralados,neste dia tinha quase 2 xícaras. misturar levemente e despejar sobre a massa crua, guarnecer com meios tomates e folha de manjericão, levar ao forno médio até dourar.



o vinho branco gelado, acompanhou divinamente esta quiche!


Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

pão de batatas # 124

os pães de batatas são muito macios, excelentes para serem servidos quentes com um boa manteiga, perfeitos para um café da tarde!
particularmente, adoro a textura do pão de batatas, está dentre os meus favoritos.
bem, no dia que fiz esta receita, moldei estes dois pães médios da foto e com o restante da massa fiz 18 pães menores recheados com queijo e orégano, ficaram excelentes, porém me esqueci de fotografar, uma pena!

















pão de batatas


  1. cozinhe duas batatas médias em pouca agua, use aproximadamente 300 ou 400 ml de agua, não use sal,
  2. quando estiver mole, escorra agua do cozimento numa jarra medidora  e reserve, será usada para fazer o pão, 
  3. num bowl amasse as batatas ainda quente e junte 1/3 de xícara de açúcar e deixe esfriando,
  4. quando esfriar, junte um ovo batido ligeiramente
  5. veja quanto de liquido você tem na jarra medidora, deverá ser uns 300 ml, use leite para completar até 400 ml
  6. ainda na jarra medidora, coloque 50 ml de óleo de girassol ou azeite, observe para que esteja morno, nunca use quente
  7. no bowl que estão as batatas coloque 3 xícaras de farinha misturadas a 2 colheres de sobremesa de fermento químico biológico seco,
  8.  adcione todos os líquidos, misture e inicie a sova,nesta hora coloque, 1  colher de sopa de sal, você deverá usar mais quase 2 xícaras de farinha de trigo durante o processo de sova
  9. quando a massa estiver homogênea, deixe cresce até dobrar de volume
  10. em seguida abaixe a massa e modele os pães
  11. deixe crescer até dobrar de volume
  12. esta receita rendem 6 pães médios, 3 grandes ou 24 pães para lanche


Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

caponata de berinjela do nick

se você adora caponata de berinjela e acha um absurdo o preço da 100g por ai, perca o medo faça a sua, é muito mais fácil do que você imagina, escolha tudo de boa qualidade na sua feira, quitanda ou supermercado, reserve um tempo e prepare a sua conserva, aqui em casa, como fazemos sempre grande quantidade, eu e o marido pegamos uma manhã de sábado e nos dedicamos a isto, fazemos a quatro mãos, guardamos em vidros e temos algo saudável e delicioso para rechear pães, comer com torradinhas ou servir de acompanhamentos.



caponata de berinjela passo a passo



lave muito bem a berinjela tire o cabinho

fatie longitudinal

pique em pedaços pequenos e regulares


coloque numa bacia, deixe de molho com agua, sal grosso e vinagre


enquanto isto, cuide dos pimentões, lave muito bem, tire o cabinho, corte no meio eretire as sementes

pique em pedaços regulares


faça o mesmo processo com o amarelo


se você desejar poderá usar o verde também




prepare a cebola, primeiro pique longitudinal depois corte na horizontal


depois rinse a berinjela em agua corrente e deixe escorrer numa peneira



coloque a berinjela na assadeira


regue com azeite

coloque uvas passas no inicio ou no final do processo



aqui reservamos uma parte para colocar no final



tempere com orégano, semente de mostarda, pimenta calabresa em flocos



junte tudo, regue com mais azeite

misture tudo bem, mas não coloque sal ainda



aqui tudo bem misturadinho pronto para ir ao forno


depois de quase uma hora de forno é hora de colocar o sal



aqui usamos o sal rosa do himalaia



salgue e leve ao forno novamente


por varias vezes é recomendado misturar com uma espátula


 não saturar de azeite nesta fase, usar o suficiente para não grudar na assadeira








depois de assada, misturar tudo muito bem, corrijo o sal

 embalamos em vidros esterilizados e
cubrimos com azeite





depois de bem frio é só verificar se está coberto com azeite, fechar bem os vidros e levar para gelar.


recomendações desta cozinha:
  1. no dia seguinte, abra todos os vidros e certifique-se se a conserva está toda coberta com azeite para evitar o aparecimento de fungos
  2. use apenas talher seco para retirar
  3. o azeite que sobra no fundo do vidro, quando a conserva acabar rende excelente tempero para saladas, batatas assadas ou outra preparações
  4. como o tempo de forno é longo, optamos por fazer na parte mais fresca do dia
  5. use a grade inferior para fazer torradas, croutons para aproveitar o calor do forno
  6. se você tiver um fogão de 6 bocas, aproveite para assar um frango inteiro bem suculento  enquanto assa a caponata
  7. como desejamos uma conserva em azeite, na nossa receita não entra vinagre


Bookmark and Share
Print Friendly and PDF